um homem com capacete andando em patinete elétrico na rua

Como escolher o melhor patinete elétrico para você

Revisado em 3 de agosto de 2020

Durante muito tempo os patinetes não passaram de brincadeira para criança. Mas com o surgimento dos patinetes elétricos, além de diversão, eles se tornaram um meio de transporte rápido, prático e econômico. Neste artigo nós iremos explicar absolutamente tudo sobre os patinetes elétricos.

Vamos responder a perguntas tais como: o que é e como funciona um patinete elétrico? Quais as vantagens? Será que eu posso comprar um para o meu filho pequeno? E, além disso, ainda montamos um super guia de compra explicando como você pode fazer a melhor escolha na hora de comprar o seu. E aí, preparado? Então comece conferindo o nosso ranking com os 5 melhores patinetes elétricos para comprar ainda hoje na internet!

Ranking: Top 5 melhores patinetes elétricos

Veja abaixo 5 modelos de patinetes elétricos que são de extrema qualidade, conforto e, ainda por cima, tecnológicos e personalizáveis. Todos eles podem ser comprados online.

Segway Ninebot Es2

O modelo mais personalizável

Segway Ninebot Es2

Veja o produto em

Americanas.com.br

Submarino.com.br

O Segway Ninebot ES2 é um modelo personalizável e que se adapta às suas necessidades. De fato, este é um dos melhores patinetes elétricos à venda no mercado. Um dos seus principais destaques é a conectividade Bluetooth. Devido a isso você pode conferir várias estatísticas no seu celular, como distância percorrida, velocidade média e até mesmo bloquear o dispositivo se ele for roubado!

De fábrica ele vem sem o banco, mas é possível comprar um banco separadamente. A bateria permite uma autonomia de 25 km. Mas você pode comprar uma bateria extra e aumentar a distância máxima percorrida para 45 Km! Já dá para fazer uma viagem curta. O tempo de recarga é de mais ou menos 3h30.

No quesito velocidade ele alcança 25 Km/h. Mas esse valor pode ser expandido para 30 Km/h. Ele pesa 12 Kg e suporta um peso máximo de 100 Kg. E, o melhor, é que o seu preço nem é tão alto assim, levando em conta tudo o que ele oferece.

Prós Contras
Adaptável N/A
Conectividade Bluetooth  
Autonomia expansível (de 25 Km para 45 Km)  
Velocidade média expansível  
Suporta 200 Kg  
Dobrável  

Xiaomi M365

Patinete Xiaomi de extrema qualidade e durabilidade

Xiaomi M365

Veja o produto em

Americanas.com.br

Submarino.com.br

O Xiaomi M365 é um patinete elétrico de extrema qualidade e durabilidade. Ele é feito de uma resistente estrutura de alumínio e, por isso, é uma referência no mercado quando o assunto é segurança e durabilidade. Ele tem 3 velocidades, que variam entre 15 Km/h; 20 Km/h e 25 Km/h.

Outro fator que contribui para uma maior segurança são os freios à disco, que conseguem uma frenagem muito mais rápida e precisa. A autonomia varia entre 25 Km e 30 Km, a depender do peso da pessoa e se ela pega muitas subidas ou não. Assim como o seu concorrente da Segway, o modelo da Xiaomi tem conectividade Bluetooth também. Basta baixar e instalar o app Mi Home.

Esse patinete elétrico da Xiaomi tem ainda um painel LED que informa sobre a velocidade, o nível de bateria e o modo de direção. Ele pesa 13 Kg, também é dobrável e suporta até 100 Kg.

Prós Contras
Altamente resistente Não acompanha pneus extras
3 velocidades  
Freios à disco  
Autonomia de 30 Km  
Conectividade Bluetooth  
Painel LED  
Suporta 100 Kg  
Dobrável  

Two Dogs 1000W 48V

Patinete elétrico mais confortável

Two Dogs 1000W 48V

Veja o produto em

Americanas.com.br

O Two Dogs 1000W é um dos modelos de patinete elétrico mais confortáveis que você poderá encontrar no mercado. Além disso, ele é muito seguro, potente e possui uma autonomia surpreendente. porém, ele cobra seu preço por isso.

Para você ter uma ideia, ele tem incríveis 2 horas de autonomia a 42 Km/h, graças as 4 baterias de chumbo ácido. Entretanto, isso aumenta bastante o seu peso, que é de 52 Kg. Apesar disso, esse patinete da Two Dogs é dobrável e pode ser transportado facilmente em qualquer porta-malas. Ele é feito em aço carbono e, por isso, é também muito resistente.

Os pneus CST 4” oferecem grande estabilidade, já que são bem grossos e têm mais contato com o solo. Mesmo em estradas mais irregulares ele roda bem. Além disso, eles possuem freios à disco. O interessante também é que ele possui uma função limitadora de velocidade, que quando ativada atinge apenas 20 Km/h.

Ele já vem com banco e retrovisor. Você pode regular a altura do banco ou até mesmo removê-lo, se assim preferir. Mas todos esses benefícios e vantagens custam caro: quase R$ 5 mil.

Prós Contras
2 horas de autonomia  42 km/h Demora de 6 a 8 horas para recarregar
Resistente (Feito de aço carbono) Pesa 52 Kg
Dobrável Preço extremamente alto
Já vem com banco e retrovisor  
Pneus grossos e que oferecem estabilidade  
Freios à disco  
Função limitadora de velocidade  
Banco regulável  

Freego ES06C

Patinete elétrico leve e barato

Freego ES06C

Veja o produto em

Amazon.com.br

Americanas.com.br

Submarino.com.br

O patinete elétrico Freego ES06C é uma opção barata, leve e mesmo assim com muitas funcionalidades. Ele tem uma autonomia de 30 Km e pode chegar a uma velocidade de 24 Km/h. Para acelerar, basta apertar um botão no guidão. O mais interessante é que este modelo é um dos mais leves do mercado, pesando apenas 9 Kg.

Para frear e controlar a velocidade temos aqui um sistema eletrônico, que é bastante preciso, ainda mais em baixas velocidades. Outra característica digna de nota é a sua base antiderrapante, que ajuda na estabilidade e segurança do condutor. Este modelo é dobrável e suporta até 120 Kg de peso máximo. Sem dúvidas, um patinete de ótimo custo x benefício.

Prós Contras
Bom custo x benefício Baixa potência
Autonomia de 30 Km  
Bem leve (Apenas 9 Kg)  
Base antiderrapante  
Dobrável  
Suporta 120 Kg  

Foston FS-B08

Melhor patinete para passeios

Foston FS-B08

Veja o produto em

Americanas.com.br

Submarino.com.br

O patinete elétrico Foston FS-B08 é um modelo ideal para passeios, especialmente em superfícies mais planas. Ele pesa apenas 11 Kg e tem uma autonomia de 18 Km, que não é lá das maiores. Mas, como dissemos, ele é bom para passeios. Em contrapartida, a sua potência é de 500W, o que é bem alta para a categoria.

Ele alcança uma velocidade média de 20 Km/h. Apesar de ser bem leve, este patinete suporta até 120 Kg! A bateria pode ser totalmente carregada em apenas 3 horas! Ele também é dobrável e pode ser transportado facilmente no ônibus e no metrô.

Prós Contras
Pesa apenas 11 Kg Baixa autonomia: 18 km
Alta potência  
Velocidade média de 20 Km/h  
Suporta até 120 Kg  
Bateria recarregada em apenas 3 horas  

Leia também: 

Patinetes elétricos: Tudo o que você precisa saber

patinete elétrico perto de um menino bonito

Nos próximos parágrafos nós iremos explicar tudo o que você precisa saber sobre os patinetes elétricos, desde como funcionam até se vale mesmo a pena comprar um. Se acomode bem na poltrona e leia com bastante atenção os próximos tópicos.

O que é?

O patinete não é uma invenção nova, embora tenha ganhado mais notoriedade de uns anos para cá. O primeiro patinete foi inventado em 1910, nos Estados Unidos. E o patinete elétrico, ao contrário do que você pode estar pensando, também não é nada novo. Eles foram usados na Segunda Guerra Mundial pelos paraquedistas ingleses, que precisavam de mais mobilidade no campo de batalha.

Mas foi apenas nos últimos anos que os patinetes elétricos ganharam mais destaque entre o grande público. Eles são como os patinetes comuns, mas ao invés de usarem a força humana para se locomoverem, usam baterias e motores. Eles são fabricados em vários modelos e tamanhos e, alguns, trazem até bancos e retrovisores para maior conforto.

Hoje em dia, ao lado das bicicletas e dos skates, os patinetes elétricos não são apenas um meio de diversão, mas também um meio de transporte alternativo prático, econômico e sustentável. Se você mora relativamente perto do trabalho, dá pra dispensar o carro, o transporte público ou os apps de carona, como Uber e 99POP.

Como funciona um patinete elétrico

Os patinetes elétricos funcionam da seguinte maneira: eles são equipados com uma ou mais baterias, que são recarregadas com energia elétrica. A bateria alimenta eletricamente um motor, que é o que fará o veículo se movimentar e ganhar velocidade. Você pode acelerar através de uma manopla no guidão ou por meio de um botão próprio para isso.

Já o sistema de freio pode ser à disco, eletrônico ou mecânico, colocando o pé na roda traseira. Quanto mais potente for o motor, mais rápido o patinete consegue ir. Em contrapartida, mais energia ele consome, o que acaba descarregando a bateria mais rápido. Portanto, o ideal é encontrar um meio termo entre potência e autonomia.

Com a evolução da tecnologia, encontramos modelos de patinetes elétricos cada vez mais conectados e cheios de funções. Alguns possuem limitador de velocidade, painel digital e até aplicativos que permitem ver as estatísticas da viagem e bloquear o veículo em caso de roubo.

Patinete Elétrico versus Patinete Tradicional

A principal diferença entre o patinete elétrico e o tradicional é, basicamente, o objetivo de uso. Como assim? O patinete tradicional é mais usado para passeios ao ar livre, apenas por diversão mesmo. Já o patinete elétrico é encarado mais como um meio de transporte alternativo do que uma forma de diversão. E porquê?

Em primeiro lugar, o patinete tradicional precisa que o condutor faça impulsos com o próprio pé para conseguir se locomover. Com isso, ele não consegue atingir velocidades muito altas. Porém, ele se exercita e se diverte mais.

Já os patinetes elétricos usam energia elétrica vinda de baterias para se locomover. E, por isso, eles atingem maiores velocidades, como 30 Km/h. Além disso, eles conseguem manter essa velocidade por vários quilômetros. Alguns modelos chegam a ter autonomia de 42 km! Dá para fazer uma viagem curta.

Outra diferença crucial entre os 2 tipos de patinete é o preço. O modelo tradicional custa, em média, R$ 500. Já a versão elétrica custa facilmente R$ 3 mil. Alguns modelos chegam aos R$ 5 mil. Portanto, pelo preço já dá para perceber que o patinete elétrico é coisa para adulto.

Patinete elétrico Patinete tradicional
Se move com a energia das baterias Usa o impulso do condutor
É visto como meio de transporte alternativo É visto como diversão
Atinge velocidades de 30 Km/h Baixas velocidades
Custa em média R$ 3 mil Custa em média R$ 500

Quais as vantagens e desvantagens?

Como já falamos ao longo do texto, o patinete elétrico pode ser usado como um meio de transporte alternativo. Se você mora relativamente perto do trabalho, pode ir e voltar de patinetes sem problemas, já que a maioria dos modelos oferecem uma autonomia de 30 Km por carga.

Vamos supor que você more a uma distância de 10 Km do trabalho. O percurso de ida e volta dá 20 Km. Então você consegue ir e voltar de patinete elétrico sem problema. E muitos modelos são dobráveis e fáceis de transportar. E isso pode representar uma economia significativa ao final do mês.

Calcule quanto você gasta com combustível, com transporte público ou com apps de carona, como Uber, 99POP e Cabify. No final do mês certamente você terá gasto algumas centenas de reais. Economizando esse dinheiro ao longo de um ano dá para fazer uma bela viagem nas férias!

Sem falar que ao usar o patinete elétrico você foge do caos do trânsito. Todos os dias, na hora do rush, quilômetros de engarrafamento se formam nas avenidas das capitais brasileiras. Isso faz as pessoas perderem muito tempo paradas dentro do carro. Com o patinete elétrico você dribla o trânsito e chega mais rápido ao trabalho.

Vantagens

  1. Pode ser usado como um meio de transporte alternativo;
  2. Economia: você gastará menos com combustível, transporte público e apps de carona;
  3. Foge dos engarrafamentos no trânsito.

Mas nem tudo são flores, não é verdade? É preciso levar em conta que ao andar de patinete você está sujeito às mudanças climáticas. Se de repente o tempo fecha e começa a chover é bom procurar um abrigo o mais rápido possível.

Além disso, você estará mais vulnerável a qualquer acidente ao longo do percurso. Mesmo que você seja muito atencioso no trânsito, qualquer incidente pode fazer você se machucar feio ou mesmo perder a vida. Por isso o uso de equipamentos de segurança é primordial.

E, por fim, existem pouquíssimas faixas exclusivas para patinetes. Mesmo nas maiores capitais brasileiras. Sendo assim você precisa trafegar em cima da calçada ou na ciclovia, disputando espaço com os ciclistas.

Desvantagens

  1. Você fica à mercê do clima;
  2. Qualquer acidente pode causar ferimentos graves;
  3. Não existem faixas exclusivas para patinetes.

Os motivos por trás da compra de um patinete elétrico

Antes de comprar um patinete elétrico você deve avaliar o que você espera dele. Afinal de contas, você não está comprando um simples brinquedo. Muitas pessoas visam apenas a velocidade máxima que o patinete é capaz de alcançar. Mas este não é o fator principal, já que a velocidade varia conforme a potência do motor.

Se você pretende usar o patinete para ir até o trabalho, todos os dias, você deve priorizar o conforto. Veja se o guidão tem ajuste de altura. Caso contrário, você pode ficar em uma posição muito ruim ao pilotar o seu patinete.

Veja também se existe a possibilidade de adicionar um banco ao patinete. Dessa forma você pode percorrer longas distâncias com mais conforto. Quanto mais adaptável ele for, melhor para a sua segurança e conforto.

Mas se a sua ideia é apenas se divertir no final de semana, então você pode olhar mais para a velocidade máxima que ele atinge, sem levar tanto em conta itens como o conforto, ajuste do guidão e outros detalhes. Por isso é importante avaliar qual o motivo da compra antes de efetuá-la.

Devo comprar um para o meu filho?

Essa é uma questão totalmente pessoal. Mas o fato é que os patinetes elétricos estão chamando cada vez mais a atenção das crianças. Até mais do que as bicicletas e os skates. Mas antes de comprar um para o seu filho, você precisa levar em conta alguns fatores cruciais, como a segurança, velocidade e autonomia.

  1. Velocidade: a velocidade máxima do patinete deve ser adequada à idade da criança. Se ela for muito pequena, com 4 ou 5 anos, compre um patinete de baixa velocidade. Mas se ela já for maior, com mais de 10 anos, você pode comprar um de maior velocidade.
  2. Segurança: é imprescindível que o seu filho esteja usando equipamentos de segurança, como capacetes, joelheiras e cotoveleiras. Mas o patinete também precisa ter um bom sistema de freio e pneus que tragam estabilidade durante a pilotagem.
  3. Autonomia: as crianças não se cansam de brincar. Por isso você deve escolher um patinete com uma autonomia de bateria muito grande ou que não demore muito tempo para recarregar.
  4. Durabilidade: invista em um patinete resistente, de preferência feito com alguma liga metálica, como aço ou alumínio. Assim ele vai conseguir resistir a todas as aventuras com o seu filho.
  5. Design: esse item é tão importante quanto os outros. Veja se o seu filho gosta da aparência do patinete. Das cores, das linhas e até dos personagens que vêm estampados no corpo do patinete. Isso também é fundamental para agradar aos seus filhotes.

Observando essas questões você com certeza comprará um bom patinete elétrico para a diversão do seu filho. E é bom que ele sai até um pouco do celular ou do videogame.

Preços e disponibilidade

Os preços dos patinetes elétricos vão variar conforme a potência do motor e a autonomia da bateria. Quanto mais potente ou mais longe ele for, mais caros. Os modelos mais baratos, para adultos, podem ser encontrados por cerca de R$ 1 mil. Já os mais caros giram em torno de R$ 5 e 7 mil.

As lojas esportivas são os locais onde você deve procurar os patinetes elétricos. Mas o melhor local para a compra é a internet mesmo. Aqui você pode fazer uma pesquisa aprofundada, comparação de preços e saber as vantagens e desvantagens de cada modelo.

Neste artigo mesmo, por exemplo, nós indicamos 5 modelos que você pode comprar em lojas confiáveis e que são de extrema qualidade.

Guia de compra: Como escolher o melhor patinete elétrico

um homem com capacete andando em patinete elétrico na rua

Agora que você já sabe todas as principais informações a respeito dos patinetes elétricos, vamos explicar como fazer uma escolha consciente e acertada. É preciso avaliar fatores como potência, autonomia da bateria, segurança, peso e muitos outros. Confira em detalhes cada um nos próximos parágrafos.

Conforto em primeiro lugar

Especialmente se você for usar o patinete elétrico como meio de transporte alternativo, o conforto deve ser levado muito à sério. O primeiro item que você deve observar é se ele tem ajuste de altura do guidão. Caso ele seja muito alto ou muito baixo para você pode implicar em problemas e desconfortos.

Veja também se é possível instalar um banco no patinete. Principalmente se você for andar constantemente e percorrer distâncias relativamente grandes. É melhor se locomover sentado do que em pé. Os pneus também são um item que oferecem conforto, mas vamos falar com mais detalhes sobre eles mais na frente.

Potência e velocidade

A potência do motor é medida em Watts (W). Quanto maior for a potência, mais altas as velocidades que seu patinete poderá atingir. Em geral, a velocidade média dos patinetes varia entre 20 Km/h e 30 Km/h. Alguns modelos, com maior potência e consequentemente mais caros, conseguem chegar a uma velocidade média de 42 Km/h!

Uma potência alta também significa que o patinete terá um bom desempenho em subidas mais íngremes. Se você tiver a oportunidade de andar em um patinete de baixa potência, verá que nas subidas a velocidade diminuirá consideravelmente.

Por fim, motores de alta potência, além de atingirem velocidades maiores, também conseguem suportar maiores cargas. Falaremos sobre isso no próximo tópico.

Peso máximo suportado

Todo patinete elétrico possui um peso máximo que ele consegue suportar. A grande maioria dos modelos suporta uma carga máxima de 100 Kg. Isso já deve ser suficiente para a maioria das pessoas.

Mas, se por qualquer motivo você achar que precisa de um patinete que aguente mais peso, procure por modelos que suportem 120 Kg. É difícil achar patinetes elétricos que aguentem um peso maior que esse.

Autonomia da bateria e distância máxima

Como você já deve saber, os patinetes elétricos são dotados de baterias, que fornecem a energia para o motor funcionar. Portanto, quanto maior for a capacidade da bateria, maior a distância que o veículo consegue percorrer. Então, pela lógica, eu devo escolher patinetes com alta capacidade de bateria, correto? Nem sempre.

Quanto maior a capacidade da bateria, maior será o seu tamanho e seu peso. Com isso, o seu patinete fica mais pesado e um pouco mais difícil de transportar. Baterias menores, por sua vez, deixam o veículo mais leve, mas cobrem distâncias menores. Por isso é importante avaliar as suas intenções com o veículo.

É válido ressaltar ainda algumas informações pertinentes a respeito das baterias dos patinetes:

  1. É normal que nas primeiras 3 ou 4 recargas a bateria tenha uma autonomia menor do que o anunciado;
  2. As baterias dos patinetes elétricos só atingem autonomia total depois da 4ª recarga;
  3. As primeiras 4 recargas devem ser superiores a 4 horas de duração;
  4. Por fim, saiba que as baterias dos patinetes elétricos não viciam, ou seja, não perdem capacidade de armazenamento de energia.

Segurança: Pneus e Sinalização

A segurança é outro item primordial que você deve analisar em um patinete elétrico. A começar pelos pneus. Quanto maior ele for, melhor, pois assim você terá mais estabilidade na pilotagem devido ao maior contato com o solo. O recomendado é que você escolha pneus de 8 ou 9 polegadas. E, se puder, evite os pneus de 6 polegadas.

Principalmente se você for pilotar em terrenos mais irregulares ou muito esburacados. Pneus maiores, como os de 8 e 9 polegadas, passam mais facilmente pelos buracos. Por causa disso você ganha mais estabilidade.

Além disso, é importante que o patinete elétrico tenha buzina e possua faróis de sinalização dianteiro, traseiro e lateral. De acordo com as leis de trânsito brasileira, esses itens são obrigatórios. Caso contrário você está sujeito a multa.

Peso

O peso do patinete elétrico é outro ponto que você deve levar em consideração. Isso por que quando chegar ao seu destino, você precisará transportá-lo com as próprias mãos. Por isso um modelo que seja leve é o ideal.

 

Em geral, a maioria dos patinetes pesam entre 9 e 12 Kg. Procure ficar nessa faixa de peso. Acima disso você já pode sentir alguma dificuldade para carregá-lo. Alguns modelos, como o da two Dogs, pesam mais de 50 Kg e devem ser transportados de carro. Eles são ideais para viagens.

É fácil de transportar?

Além do peso, você também deve analisar se o modelo de patinete elétrico que você está pensando em comprar é fácil de transportar e guardar. Muitos modelos são dobráveis. Com isso você diminui o tamanho do veículo e consegue guardá-lo em armários. Dê preferência para estes modelos.

Fator Preço

Querendo ou não, estamos falando de um meio de transporte alternativo. Então eles não são baratos. A maioria dos modelos à venda no mercado custam em torno de R$ 2 a 3 mil. É claro que existem versões mais caras e mais baratas, mas os preços não costumam fugir muito disso.

Lembre-se que além da construção do veículo em si (guidão, rodas, base, corpo resistente, etc..) a fabricante também precisa investir em tecnologias melhores de bateria, de freio e até de recursos tecnológicos, como conexão Bluetooth e aplicativos para smartphones. Por essas e outras que os patinetes elétricos são mais caros.

Conclusões

Temos certeza de que depois deste artigo super completo sobre patinetes elétricos você está mais confiante para comprar um modelo que seja ideal para você e atenda toda as suas expectativas. Seja para ir trabalhar ou apenas para passeio.

Aproveite e compartilhe esse post com todos os seus amigos, para que assim possamos produzir mais artigos completos e úteis como esse.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *